sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Ó Minas Gerais...

O hino do Estado de Minas Gerais não mente quando diz que “quem te conhece não esquece jamais...”.
Recentemente voltei de uma pequena visita á capital mineira, Belo Horizonte e outras cidades históricas da região sudeste, como Ouro Preto, Ouro Branco, Mariana e Congonhas...
Em 9 dias, pude ter uma pequena noção da importância histórica desta região no contexto histórico do Brasil, como o ciclo do ouro, por exemplo. Provei da rica e diversificada gastronomia, visitei museus e mais museus, igrejas e mais igrejas que por si só já são uma história á parte... Conheci muita gente por onde passei, conversei com os locais e respirei história por onde estive, em cada canto, em cada esquina ou ainda, em cada cerveja tomada nos famosos botecos da região.
E são tantas as histórias que vou precisar escrever tudo isso em capítulos...
Sim, não posso resumir esta viagem em apenas um post... Seria injusto...
Só sei que valeu muito a pena conhecer Minas Gerais...
Valeu cada centavo investido, cada noite planejando, etc...
Como eu disse no meu post anterior, viajar é tão bom porque só sabemos para onde vamos, não fazemos a mínima ideia do que e de quem vamos encontrar pelo caminho... Isso é muito legal...
Saí de Minas com o gostinho de voltar, de rever os lugares por onde andei, de conhecer os lugares que não deu tempo de conhecer e o mais importante: rever os amigos que fiz por cada lugar onde estive...
Então, convido os amigos a me acompanhar nesta viagem...
Agradeço aos amigos que me receberam em Belo Horizonte: Pousadinha Mineira (Márcia e sua equipe, pelo carinho com que me trataram), Gleicy (BeloTur- pelas informações prestadas), Restaurante Dona Eni, Habbib’s (pelos lanches na madrugada, hehehehe), Banca do Dudu (Mercado Central, o melhor açaí na tigela que já comi...Meu café da manhã diário...), nosssss, são tantos....
Em Ouro Preto, agradeço ao Brumas Hostel (Sônia e equipe, pelo carinho, hospitalidade, risadas, etc...Vocês são demais), Pallad’arts ( Lunara e equipe, pela excelente comida e a melhor limonada suíça da região, hehehe), Barroco (melhor coxinha de Ouro Preto e do Brasil!!!), Forno de Minas (Sílvio e equipe, uma das melhores cachaças que provei, rsrsrsrs), Rosali (da Estação de Trem), loja Artesanato Mineiro, ao guia Luís ( o cara sabe muito da história de Ouro Preto, de Minas e do Brasil)
Enfim, são tantos os agradecimentos que no decorrer das histórias, eles aparecem de novo, hehehehe!





Continua...

Um comentário:

Rafael Kenai disse...

Show de bola. Viajar é sempre maravilhoso. Sinto saudade e vontade de voltar a Salvador até hoje, e sei que vou continuar com este sentimento por um bom tempo.
Viajar, embora seja um pouco caro, não tem preço. Conhecer pessoas diferentes que vivem no mesmo país que voce, outras culturas, outros sotaques é magnífico.

Viajar é o que há.