segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Igrejinha, Terra da Amizade!!!

Neste final de semana, além de matar as saudades dos meus amigos, eu fui conferir de perto a 22ª edição da Oktoberfest de Igrejinha, que é considerado, através do projeto de lei aprovado no dia 15 de Junho de 2008, Patrimônio Cultural do Estado.
Sem dúvida nenhuma, Igrejinha é um caminho á mais para a Serra Gaúcha, localizada ali, ao pé da Serra, a 30km de Gramado e 80km de Porto Alegre.
A cidade de colonização alemã, ainda hoje conserva as tradições dos antepassados que desembarcaram ás margens do Rio dos Sinos em 1824 e depois foram se instalando ao longo dos vales serranos.
Atualmente, o município conta com aproximadamente 30 mil habitantes de origem predominantemente alemã e tem como principal atividade econômica a indústria de calçados femininos, sendo uma das maiores produtoras do Brasil, já que abastece o mercado nacional e de exportação.

A Oktoberfest de Igrejinha é uma verdadeira celebração da cultura germânica do Estado e transformou o Parque de Eventos Almiro Grings em um verdadeiro pólo de gastronomia, cultura e manifestações artísticas durante os oito dias de festa.
Uma das atrações deste ano foi a construção da Igreja que deu nome á cidade. O prédio de madeira em arquitetura enxaimel, forte característica alemã, foi restaurado com doações e pelas mãos da comunidade que se mobilizou em favor da obra.
Interessante: a Igreja foi construída pelos habitantes da então Santa Maria do Mundo Novo em 1863, e se manteve a única na região até 1874. Desde os primeiros tempos, quando os grupos de tropeiros desciam a Serra para o intercâmbio comercial, eles assinalavam como ponto de referência a “Igrejinha”, que era um local de descanso e onde havia alimento farto para as tropas, no caminho para a capital.

Nesta edição, a festa teve uma mistura muito eclética, reunindo desde Claus & Vanessa á Daniel, de Biquíni Cavadão á Tchê Garotos, sem falar, é claro, nas famosas “Bandinhas Alemãs” que animaram a galera!
Mas este não foi o meu primeiro contato com a cidade...
Tudo começou em 2007, quando fui participar de uma ação voluntária junto á Fundação Thiago de Moraes Gonzaga, através do projeto Vida Urgente. Fomos realizar um trabalho de conscientização com os jovens, alertando sobre o perigo da combinação álcool e direção. Trabalho este que realizo desde 2006, quando me engajei na campanha da Fundação, aliás, um trabalho fantástico, diga-se de passagem...
E foi á partir daí que minha paixão pela cidade começou, foi durante esta ação que conheci aqueles que hoje considero não só meus amigos, mas meus verdadeiros irmãos... João, Cristiano, Tiago, Simone, Élvio e tantos outros que me acolheram de uma maneira inexplicável e que fizeram com que eu me apaixonasse de vez pela cidade...
Por conta disso, sempre que possível estamos juntos, seja em Igrejinha, em Porto Alegre, no litoral ou em qualquer outro lugar.
Como diz o lema da festa deste ano: “È tempo de fazer amigos!”.
E não precisa ser só na Oktoberfest, vale á pena conhecer Igrejinha e sua hospitalidade em qualquer época do ano!

3 comentários:

Rafael Kenai disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rafael Kenai disse...

Oh santa colonização alemã, oh santo povo germanico.. obrigado pela vossa magnífica bensão, obrigado pelo até hoje cultuado e admirado Chopp e de quebra a cultura e colonização.

Coisas importantes que este pouvo fez:

1º: Fundação do Grêmio Football Porto Alegrensse
2º: Chopp


HUIEHAIUHEUAIHEIUHAIUEHAIUHEA

Oktober é o que há!

Bruna Cristina disse...

Muito feliz em saber que a minha Igrejinha e a cultura alemã são lembradas não só pelo chopp, mas pela história e tradição.

Parabéns pelo blog e pelo espírito pesquisador!

Se precisares de algo, estou à disposição!