domingo, 20 de fevereiro de 2011

Sou brasileiro e não desisto nunca!

Bom, eu iria postar algo sobre minha viagem á BH, aliás, quanta coisa ainda tenho que escrever desta que foi uma viagem inesquecível... Mas, diante de algumas coisas que vi e ouvi hoje, vou me abster da viagem e abrir um parêntese para escrever sobre o sentimento guerreiro que o brasileiro tem como ninguém...
Digo isso porque hoje assisti uma das diversas entrevistas concedidas pelo personagem da semana: Ronaldo Fenômeno.
É inegável o que Ronaldo fez pelo futebol brasileiro. Não é a toa que foi eleito três vezes o melhor jogador do mundo, é considerado um dos cinco melhores jogadores da história do futebol brasileiro, enfim, nesta semana em ele se despediu dos gramados, muita coisa se falou, se mostrou sobre este verdadeiro vencedor. Até aqueles que o criticaram se renderam às lagrimas, vendo não mais aquele garoto que saiu de Bento Ribeiro para ganhar os gramados do mundo. Mas hoje vi outro lado do Ronaldo até então desconhecido: o lado pai, o lado “humano” deste fenômeno... E entendi o porquê dele ser tão adorado e querido por onde quer que passe: Ronaldo veio de uma família humilde, passou trabalho – e muito trabalho – chegou aonde chegou porque tinha um sonho, talvez não o de ser rico, de viver o glamour dos grandes astros, enfim, acima de qualquer coisa que o dinheiro hoje lhe proporciona, ele queria jogar futebol, não lhe interessava outra coisa a não ser o prazer de estar nos gramados, de fazer gols e de criar lances mágicos como ele criou – e como criou.
De fato, eu me peguei diante da tevê assistindo não ao grande jogador, mas ao homem em que se transformou o tal Ronaldinho. Que se danem as criticas quanto ao seu comportamento fora dos gramados, Ronaldo mostrou que também erra, que também é feito de carne e osso, que tem defeitos, mas que tem qualidades, dentro e fora dos gramados. E aqui não quero falar sobre as polêmicas que o envolveram durante sua carreira, não, quero registrar sua força de vontade e determinação, pois foi isso que o tornou o que ele é hoje, o que representa para o futebol do Brasil e do mundo, porque não?
Sem duvida, uma historia de vida, uma lição que fica para quem só reclama da vida, de que as coisas não acontecem, etc... DETERMINAÇÃO.
E outro fenômeno me fez parar para pensar sobre determinação, força de vontade, luta, reconhecimento e sucesso: Ivete Sangalo. Sim, o furacão baiano que, bom, não preciso escrever muito sobre Ivete, não é mesmo? E não tem nada a ver com o fato de ser fã ou não, o fato é que assistindo ao dvd que ela gravou no Madison Square Garden, sem brincadeira, em alguns momentos cheguei a me emocionar (e não tenho vergonha de dizer isso). Ivete, além de dar um banho de alto astral – sempre – botou no palco grandes nomes da música, como Nelly Furtado, Juanes e Diego Torres.
Mas não foi isso que me motivou a escrever este post. Assim como Ronaldo, Ivete também veio de uma família humilde, talvez não tanto como a de Ronaldo, mas ela insistiu, focou tanto na sua carreira e no seu prazer de cantar que não tem como se emocionar...
Mas, porque se emocionar com estas histórias?
Porque são histórias de SUCESSO, DETERMINAÇÃO e foi essa lição que tive hoje: quando se quer alguma coisa, não tem outro jeito, é preciso correr atrás, é preciso ter foco naquilo que se quer, mas acima de tudo, é preciso gostar daquilo que se faz.
Sim, só assim se consegue o PRESTÍGIO, o SUCESSO e, acima de tudo, a SATISFAÇÃO PESSOAL. DINHEIRO e RECONHECIMENTO passam a ser consequências de um trabalho bem feito, um trabalho feito com AMOR e total DEDICAÇÃO.
E quantos Ronaldos, Ivetes, Herbert’s Viannas e tantos outros existem por ai?
Eu sou um deles, você que está lendo também pode ser...
O grande lance é não ficar parado, esperando que as coisas aconteçam ou caiam do céu, até porque, a única coisa que cai do céu é chuva!
E se a vida oferece obstáculos, o negócio é enfrenta-los de cabeça erguida, é ser ousado, é não se preocupar com comentários, é ter foco no que se quer e trabalhar, trabalhar muito para se conseguir o que se quer, sem se esquecer de onde vem, das suas origens, de seu caráter, etc...
Nesta minha profissão, tenho a satisfação de fazer aquilo que amo, acredito que tenho me dedicado no que faço (embora saiba que ainda tenho muito o que fazer e aprender).
Tenho recebido convites de falar um pouco sobre a minha trajetória (um ex-metalúrgico que largou uma “carreira” estável por, na época, uma incerteza) e por onde tenho passado, sempre faço questão de dizer que, se você não acreditar em você mesmo, ninguém mais vai acreditar e acho que isso é o que me dá motivação para fazer mais e melhor, sempre.
Não tenho o status de um Ronaldinho ou de uma Ivete, mas, assim como eles, faço o meu trabalho com total amor e dedicação e graças á Deus, tenho recebido carinho e reconhecimento por isso... Consequentemente, me sinto totalmente satisfeito e realizado...

Força, Sempre!

6 comentários:

Apº Luciana disse...

muito legal o post Peterson, parabens!

Rafael Kenai disse...

Incrível mesmo onde a determinação pode nos levar.
"Sou Brasileiro e não desisto nunca".. tem horas que eu gostaria de ser puro e unicamente brasileiro.

Adriano - El Mariachi DVD disse...

É preciso correr atrás... Da mesma maneira que Ronaldo dava aquela pedalada e botava a bola na frente...não tinha zagueiro que buscava. Da mesma maneira que Ivete faz quando abre aquele bocão e vai às lágrimas em um maracanã abarrotado com 50 mil pessoas (eu também choraria com 50 mil pessoas gritando o meu nome hehe, mas no caso dela, a baianinha já tinha uma sólida carreira...).
Bueno, escrevi isso para dizer que gostei do post :)

Anônimo disse...

Muito legal, Peter. Adorei. É bem aquilo que conversamos outro dia. Olha, vou explorar mais teu blog porque tem muitas dicas e informações legais e que me interessam. Parabéns! Bjão! Juli

Anônimo disse...

Muito legal, Peter. Adorei. É bem aquilo que conversamos outro dia. Olha, vou explorar mais teu blog porque tem muitas dicas e informações legais e que me interessam. Parabéns! Bjão! Juli

Derland disse...

Muito legal seu blog e otimo, e muito criativo, se depois vocês quiser olhar o meu blog e dar a sua opnião eu ficarei muito grato: http://derlandreflexivo.blogspot.com/