quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Relacionamentos...Amores universais...Amores singulares

É engraçado...Não diria engraçado, mas curioso esse lance de relacionamento...
Por exemplo: a maioria das pessoas quer encontrar alguém e, a partir daí, viver a tão sonhada felicidade, não é?
Porém, quando se encontra esta pessoa, os mínimos detalhes contribuem para que o desejo de estar só prevaleça e a busca pela pessoa dita ideal recomeça.
Que o amor é um sentimento universal, ninguém tem a menor dúvida...que se viva este sentimento de forma universal, eis um ponto interessante á ponderar.
Já vivi alguns relacionamentos e hoje, no alto dos meus 33 anos, posso dizer que ainda estou para viver um grande e verdadeiro amor.

Bom, pelo menos a busca é constante...
Na verdade, o que eu queria mesmo era entender como esse sentimento é capaz de mexer - e mexer no fundo da alma - com as pessoas, á ponto de desnorteá-las, de deixá-las sem chão, sem rumo. Vejo as pessoas apaixonadas voltarem a ser como crianças, falando e, principalmente, agindo como crianças.
É um misto de felicidade por estar com a pessoa dita como certa, ao mesmo tempo, é uma sensação deliciosa de poder estar em paz consigo, por saber que está sendo correspondido por alguém que aparentemente está vivendo o que você está vivendo, se é que me entendem...

Tenho convivido com algumas pessoas, na sua grande maioria casais - namorados, namoradas, marido e mulher, etc...- e me encanta muito ver a felicidade estampada em seus rostos: o olhar é diferente, o falar é diferente, enfim, as pessoas apaixonadas respiram diferente. Mas também me preocupo, sim, me preocupo com estes mesmos casais, por ver que pequenas coisas podem pôr abaixo o que de mais bonito pode existir em um relacionamento...

Neste devaneio, duas coisas são distintas: a paixão e o amor.
Acredito que as pessoas hoje estão apaixonadas, mas não necessariamente amando.
Pelo menos é o que percebo no convívio com estas pessoas...
Você, por exemplo, está apaixonada (o) ou está amando? Como sabe a diferença?
É isso que mais me intriga...Muita gente não sabe a diferença.
Eu vivo me apaixonando...Por várias pessoas, várias vezes pela mesma pessoa, enfim...
Mas amor, amor mesmo... Daqueles de cometer as maiores loucuras, bom, posso dizer que amei verdadeiramente e enlouquecidamente duas pessoas. É verdade, duas pessoas que me fizeram perder o juízo.

Claro que cada um na sua singularidade, mas estes dois amores ficarão marcados na minha vida de uma maneira muito boa. Não se trata de sentir saudades delas, nada a ver, não sou saudosista ao extremo...Aliás, nem sei por onde andam estas pessoas hoje em dia. Estou falando de sentimento...
Como disse no início, o amor é um sentimento universal...E é assim que eu vejo o amor que eu senti por estas duas pessoas: amei cada uma delas e as duas de forma universal.
Este talvez seja o meu maior defeito: o da universalidade. Eu custo á me entregar á alguém, mas quando me entrego, nossa, me perco de vez... E depois, demoro um tempo até me achar...
Você talvez não entenda exatamente o que eu queira dizer, mas a idéia é essa mesmo, ashahsahshasha!
E a busca por alguém é constante...
Talvez um dia eu até faça Psicologia...Para tentar entender as pessoas, os sentimentos e as “carências” destas pessoas...( e até mesmo as minhas!)
Mas enquanto isso, sigo a minha busca, conhecendo aqui e ali, tentando desvendar os mistérios ocultos por trás de um olhar, etc...
Bom, eu volto a falar deste assunto...

3 comentários:

Alice disse...

ahh o amor...
realmente universal, e, na minha opinião absolutamente sem explicações ou definições possíveis.

só sabe quem ama né?!

muito bom o texto, passo por aqui mais vezes ;]

Anônimo disse...

Que lindo texto lindão !
"Amor" a menor palavra que reúne a maioria dos sentimentos ...
me avisa quando tu for fazer psicologia por que vou querer ser tua paciente. hihihi
Apareço mais vezes "com certeza" !
Bjux

Anônimo disse...

Que lindo texto lindão !
"Amor" a menor palavra que reúne a maioria dos sentimentos ...
me avisa quando tu for fazer psicologia por que vou querer ser tua paciente. hihihi
Apareço mais vezes "com certeza" !
Bjux